Fucucu, Sibéria e o “proibido ser feliz”

Curta o blog no facebook

Foi com grande tristeza que recebi a noticia do fechamento do Espaço Cultural Beto Batata do Alto da XV em Curitiba. O local que estava prestes a completar 12 anos foi alvo segundo alguns comentários de uma ação que envolveu o policia, governo do estado e a prefeitura de Curitiba, por causa da música (boa por sinal) que o local tocava. Não é o primeiro caso. Já tivemos vários bares da região central fechados, e a Pedreira Paulo Leminski, fechada, provavelmente já perdeu mais de um milhão de espectadores. Não sei o que é mais triste, se é o fechamento de vários pontos de cultura em Curitiba, se é a inércia e a cumplicidade da prefeitura ou o silêncio da população, e me faz perguntar qual é o papel da Fundação Cultural de Curitiba (a qual eu chamo carinhosamente de “Fucucu”) capitaneada pela tia da mulher do governador Richa, que para mim deveria manter esses locais abertos e se opor a essa “censura” que a cultura curitibana vem sofrendo, deixando a cidade sem os grandes shows, sem os pequenos shows, sem os eventos culturais. Tudo isso a interesse de quem? Por que a prefeitura, o governo do estado e a polícia não fecham as bocas da Cruz Machado, da Alameda Cabral e as “cracolândias” curitibanas?  Bom, devem ter seus motivos e interesses.

O proprietário Amorim se diz em greve. “Podemos abrir o bar, segundo nosso advogado, mas sem música. E não vamos fazê-lo. Não quero ser um comerciante aberto, mas calado”. Enquanto isso, 64 funcionários ficaram sem emprego. Além dos músicos, o bar mantém na folha de pagamento mais 16 pessoas que auxiliam no funcionamento do espaço cultural.

Só sei que Ivo se foi, o Dalton fica escondido e Curitiba está cada vez mais triste, mais fria, como as geleiras da Sibéria, um lugar onde é proibido ser feliz.

Às vésperas de completar 12 anos, Espaço Cultural Beto Batata fecha as portas após ação integrada da prefeitura e do governo estadual numa ação truculenta da polícia por um único motivo: a música. Foto: Gilson Camargo

Às vésperas de completar 12 anos, Espaço Cultural Beto Batata fecha as portas após ação integrada da prefeitura e do governo estadual numa ação truculenta da polícia por um único motivo: a música. Foto: Gilson Camargo

(a)Fundação Cultural de Curitiba


Com informações dos blogs Lado B e Olhar Comum

Etiquetado , , , , ,

Um pensamento sobre “Fucucu, Sibéria e o “proibido ser feliz”

  1. Rogério Guiraud disse:

    Uma hipótese:

    Trata-se de um processo que despregou-se ‘da boa e pacífica índole do brasileiro’ que envernizava, arrisco afirmar, nossa foto, até o surgimento do fenômeno Marina Silva, na última eleição presidencial, quando o candidato da direita, coincidentemente do mesmo PSDB, com alguma possibilidade de derrubar a candidata Dilma, do centro-esquerda, escancarou suas alianças com qualquer coisa que pudesse angariar votos ao Serra. Ele e seu partido sabiam o que faziam ao usar toda munição disponível (+/- 40% do eleitorado)
    Até então, todo mundo mundo fazia que não era, ou fazia que não via.
    Agora é o desenrolar-se incontrolável do processo ‘evolutivo’ das doenças relativas ao fascismo naquilo que há de mais reacionário no fascismo.
    Não deram muita bola quando o governo do PSDB enfrentou com esta mesma polícia os problemas da Assembléia Legislativa!
    Agora temos por perto os nossos assombrosos Sarkoszy, Berlusconi, e (quem diria há um ano atrás?) Obama tropicais!

    O evento Beto Batata é nosso exemplo de conexão com o mundo das lógicas atuais. E disso só esperemos mais da mesma coisa.

Não serão publicados comentários ofensivos, preconceituosos, que utilizem palavrões, escritos exclusivamente em letras maiúsculas e muito menos comentários anônimos. A moderação não é feita na hora.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: